Header Ads

yahoo yahoo

Incentivo: Seduc lança 2 mil bolsas para estudantes que desejam atuar como monitores dos Laboratórios Educacionais de Informática (LEI)


A Secretaria da Educação (Seduc) lançou, na manhã desta terça-feira (27), edital para seleção de 2.034 estudantes monitores dos Laboratórios Educacionais de Informática (LEI) em cada escola da rede estadual. A iniciativa consiste na atuação de um aluno em cada turno, apoiando o professor lotado naquele ambiente. A solenidade de lançamento contou com a presença do secretário Idilvan Alencar. 
Cada estudante receberá bolsa mensal no valor de R$ 200,00, durante o período de cinco meses. Ao todo, o investimento previsto para a ação é de cerca de R$ 2 milhões. "Compartilhar o conhecimento com outro eleva o grau de compreensão do assunto abordado. Isso faz com que haja uma melhora no rendimento de ambos os alunos envolvidos no processo, tanto o monitor, quanto o colega”, destaca Idilvan. "É muito importante que a sociedade saiba que esse projeto existe" complementa. 
O diretor do Colégio Jenny Gomes, Marcos Bezerra, que esteve representando os diretores escolares no evento, enalteceu a iniciativa, por se tratar de uma ação que coloca o aluno no centro do processo educacional. "Como gestor, a gente vê como é importante para o aluno ser monitor. Para muitos deles, é a primeira chance de exercer uma função remunerada. Além disso, representa uma oportunidade para o jovem demonstrar o que sabe fazer, ao mesmo tempo em que cria uma identidade com a escola e, ainda, passa a ser um espelho para os demais colegas", enfatiza Marcos. 
Daniel Costa, estudante do Liceu do Conunto Ceará, já vem exercendo o papel de monitor do LEI daquela unidade de ensino, e representou os alunos da rede estadual na solenidade. De acordo com o jovem, a experiência tem lhe feito perceber a importância do compromisso, da responsabilidade e do trabalho em conjunto. "Proporciona uma oportunidade de aprendizado além dos limites da sala de aula, em um campo que se mostra cada vez mais presente no ambiente escolar, que é o da tecnologia da informação", observa. 
Conforme a Coordenadoria de Desenvolvimento da Escola e da Aprendizagem da Seduc (Codea), um diferencial na atividade de monitoria é a construção de competências e habilidades tecnológicas que irão possibilitar a inclusão do aluno na sociedade digital. O monitor será orientado pelo professor do LEI e receberá uma declaração comprobatória de suas experiências. A monitoria do LEI foi implementada em 2016, com o propósito de as escolas assumirem compromissos de melhoria de aprendizagem, redução do abandono escolar, e inclusão digital.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.